29 outubro 2014

Vídeo: Ação de Agentes na PII de P.Venceslau. Segundo SBT, desastrosa.



    O jornalismo do SBT classifica a ação como desastrosa, porem é fácil criticar um sistema que não se conhece, principalmente em um momento de crise. Termos que mostram a falta de conhecimento do sistema penal, como a própria jornalista erroneamente diz: "revolta"o que é na verdade um motim.


    É possível observar os presos colocando fogo na cela, mas para o sensacionalismo jornalistico foi a bomba que o inicio o fogo na cela. Fácil é criticar uma situação que não conhece, dificil e ter coragem para enfrenta-la. Infelizmente o vídeo acabou com a mídia, mas como? Assista e tire suas conclusões.



VEJA O SEGUNDO VÍDEO:







Acompanhe o blog pelo Facebook: 






LEIA TAMBÉM








5 comentários:

  1. Faço minhas as palavras da Sr Maria Laura Canineu, uma REPORTAGEM e declarações no mínimo desastrosas, irresponsável e CRIMINOSA, pois primeiramente os vídeos são para uso exclusivo para correção de falhas e aprimoramento do Grupo, sendo de total irresponsabilidade a divulgação do vídeo onde aparecem diversos agentes os colocando em perigo, segundo que se trata de um vídeo muito antigo, já que o GIR foi criado 2001, porem instituído pela SAP em 2004 o que nos trás a real data de sua criação operacional, onde começa a utilização do GIR ao invés do CHOQUE_PM, a reportagem totalmente parcial não fez uma pesquisa atual das atuações do Grupo, onde seria visto a grande evolução nas ações dos Grupos, não somente a repreensão e prevenção de Motins e Rebeliões, mas também em preservação da integridade dos sentenciados.
    Deixo aqui meus parabéns a todos os funcionários atuantes do GRUPO DE INTERVENÇÃO RÁPIDA, que voluntariamente se dedicam a fazer um trabalho necessário dentro das unidades, haja visto, as atuais condições do sistema prisional, deixando sua família e interesses pessoais de lado, visto que, além de trabalharem normalmente dentro das unidades, atuam e treinam em dias de folga não sendo valorizados, correndo um risco de vida quando não são obrigados e ainda correndo o risco de responder Sindicancia.
    Orgulho de Ser ASP, e com nojo de fazer parte de uma sociedade hipócrita.
    Descurti

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo plenamente sua explanação em relação a atuação do GIR , e reafirmo o apoio aos nossos companheiros, um trabalho voluntario de pura dedicação e determinação de Agentes Penitenciários.

      Temos hoje um grupo de intervenção formado dentro da nossa secretaria, por ASPs e AEVPs, trazendo um principio de igualdade e cooperação. Lembro-me de algumas blitz que fiz como o choque, fui chamado varias vezes de "chaveiro", quando pediam para abrir as celas.

      Fico a pensar o que levou alguém entregar esse vídeo a mídia, talvez um ex-chefe "magoado", crime organizado infiltrado, não sei. Mas se for agente não merece vestir a camisa que tenta sujar, de uma categoria que sofre tantas iniquidades em sua trajetória.

      "Somos feitos de carne, mas temos de viver como se fôssemos de ferro."

      Excluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. nossa vida não e facil e so temos criticas a um ssitema super lotado, falou tudo amigo. O trabalho deve ser reconhecido

    ResponderExcluir

Os comentários postados pelos leitores deste blog correspondem a opinião e são responsabilidade dos respectivos comentaristas.