11 março 2018

Assédio Moral : O assunto é sério



Um tema pouquíssimo abordado e latente é o assédio moral.  A ingerência  e a  soberba são fatores identificáveis o indivíduo conhecido popularmente como assediador, capaz de estabelecer um ciclo de adoecimento epidêmico no ambiente de trabalho. 


Resultado de imagem para vitima


Os leitores, não são poucos, perguntam como agir nos casos de assédio. Clamam por ajuda e,  na maioria dos casos, procuram  psicólogos  iniciando tratamentos médicos voltados ao efeito, a causa em si, permanece fazendo novas vítimas.  

O assunto é serio. Há relatos assustadores: - " Já pensei em deixar esse mundo" ; um pedido de socorro e impotência diante das demandas assediadoras que não concedem trégua. 

Mais esterrecedor é o estado de solidão, viram escopos e ninguém quer aparecer ao lado de um, paulatinamente a situação se agrava, de repente está sozinho. Errôneo, hoje o lobo ataca a ovelha ao lado, amanhã pode ser sua vez, e o rebanho vai olhar e fingir que nada vê.  Fingir que é lobo, até ser devorado. 

Surgem as perguntas : Quais as medidas para conter excessos ? Identificar vítimas de assédio ? Pós assédio, qual o tratamento dado as vítimas ? O assediador é investigado e punido ? 

Pensando nisso, os dirigentes sindicais, políticos e governamentais  poderiam desenvolver mecanismos para identificar assomos de assédio moral antes de causar prejuízos irreversíveis. Fomentar o debate, tirar o manto que acoberta,  denotar relatos, e mostrar que não está sozinho e pode e deve procurar ajuda. 








5 comentários:

  1. Aqui em Serra azul, o assedio é por parte dos colegas, todos cansados se voce faz algo a mais, voce é puxa saco, se faz sua parte, quer ser chefe, povinho mediocre,

    ResponderExcluir
  2. Sou um q toma remedio dia e noite.
    amigos ficaram intimidados e sumiram de perto de mim. Nao atendiam qdo ligava, sentavam separados no almoço, nao conversavam comigo qdo tinha assediador perto, virei o errado da história. Adoeci. Depois o assediador fez novas vitimas, inclusive aqules q sabiam e me abandonaram.

    ResponderExcluir
  3. Esta é a realidade do ambiente de trabalho da maioria das unidades,infelizmente além de ficarem longe de suas famílias, sofrem constantes pressões por partes de chefes e diretoria que abusam do poder que lhes é atribuido, ferindo moralmente os seus subordinados quando estes não querem fazer parte da {panela furada e enferrujada} deles.

    ResponderExcluir
  4. Sofri muito assédio moral no cdp de taiuva graças a Deus diretoria caiu e corregedoria tá convocando funcionários para ser ouvidos.

    ResponderExcluir
  5. poc..poc...poc..poc...

    ResponderExcluir

Os comentários postados pelos leitores deste blog correspondem a opinião e são responsabilidade dos respectivos comentaristas.